TRESC

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina
Início menu principal
  • T
  • FB
  • Y
  • Soundcloud
  • Instagram
Ir para caixa de pesquisa
 
Início conteúdo

Central de atendimento de Balneário Camboriú funciona em novo local

13.07.2017 às 14:04

A partir da próxima segunda-feira (17), o atendimento aos eleitores dos municípios de Balneário Camboriú e Camboriú será realizado exclusivamente no novo posto de atendimento, instalado na Rua 2500, n. 1.250, no Edifício Turmalina (localizado entre a 4ª Av. e a Av. Marginal Leste). O comparecimento desses eleitores é obrigatório, já que os referidos municípios estão passando por revisão de eleitorado. O atendimento está sendo realizado de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h e deve ser agendado pelo site do TRE-SC

Segundo o chefe da 56ª Zona Eleitoral (Balneário Camboriú), Leonardo Marcelino de Godoy, o novo posto já está em funcionamento há uma semana e trabalhando com 26 guichês de atendimento. “É importante ressaltar que a partir da semana que vem os eleitores serão atendidos apenas no novo posto, que foi aberto para atender a grande demanda de eleitores esperada devido ao processo de revisão de eleitorado”. 

Leonardo destacou ainda que há possibilidade de que a capacidade e o horário de atendimento do posto sejam ampliados até o prazo final da revisão de eleitorado nos municípios, que vai até o dia 7 de dezembro. 

Para fazer a biometria, é necessário que o eleitor leve documento de identificação com foto, comprovante de residência recente e comprovante de alistamento militar – para os homens maiores de 18 anos e que vão fazer o primeiro título.

Os eleitores dos municípios com revisão que não fizerem sua biometria terão o título eleitoral cancelado e não poderão votar nas próximas eleições. Além disso, os eleitores que não votam nem justificam ficam sujeitos a uma série de restrições como a impossibilidade de obter a certidão de quitação eleitoral, renovar passaporte e tomar posse em cargo público.

A biometria é um método tecnológico que permite reconhecer, verificar e identificar uma pessoa por meio de suas impressões digitais, que são únicas. Na Justiça Eleitoral, o cadastro biométrico é utilizado para tornar as eleições ainda mais seguras e prevenir fraudes.

Por Stefany Alves
Assessoria de Comunicação Social do TRE-SC