Missão de observação internacional atesta segurança das eleições brasileiras

Representantes estrangeiros acompanharam pleito suplementar de Petrolândia/SC

Integrantes da missão de observação eleitoral internacional nas eleições suplementares de Petrol...

Os representantes das Organizações Não Governamentais (ONGs) Transparencia Electoral e Conferencia Americana de Organismos Electorales Subnacionales por la Transparencia Electoral (Caoeste), que acompanharam as eleições suplementares de Petrolândia, elogiaram o processo eleitoral brasileiro e a segurança da votação eletrônica. Foi a primeira vez que o grupo esteve no país para presenciar uma eleição suplementar.

A chefe da missão de observação eleitoral Ann Miller Ravel, dos Estados Unidos da América, fez um balanço positivo do pleito. “Eu penso que essa eleição foi muito, muito profissional, que não teve problemas e que o voto é seguro e muito rápido. Eu acho que é o único país no mundo onde você tem resultados da eleição muito rápidos. É muito bom”, avaliou a observadora americana.

Segundo ela, o processo eleitoral brasileiro é um exemplo a ser seguido por outros países. Opinião compartilhada pelo observador eleitoral de El Salvador.

“Inicialmente serve de exemplo para outras regiões do Brasil e depois para outras eleições suplementares em locais que geralmente não têm uma observação eleitoral internacional. É mais uma ferramenta para legitimar o processo democrático”, afirmou Nicolás Noyola.

Na visão da observadora do México, Claudia Isela Guzman Gonzalez, o Brasil representa um grau de inovação, sobretudo transparência, na realização das eleições. Ela destaca o procedimento de auditoria feito pela Justiça Eleitoral com a participação de cidadãs e cidadãos, além de autoridades do Poder Judiciário, Ministério Público e da advocacia.

“Me parece muito relevante que essa eleição possa manifestar os elementos: imparcialidade, segurança, transparência, democracia de proximidade. E é um exemplo de uma prática de democracia local”, considerou a observadora mexicana.

Além de acompanhar a auditoria da urna eletrônica, votação e apuração dos votos, no último dia 13 de junho, a delegação de observadores participou do evento Integridade Eleitoral: Observação das eleições suplementares de Petrolândia, promovido pela Escola Judiciária Eleitoral (EJESC).

A íntegra do evento está disponível no canal do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina no YouTube. Veja também os vídeos produzidos pelo TRE-SC e pelo TSE sobre as eleições. As fotos podem ser conferidas no Flickr.

Por Jean Peverari

Assessoria de Comunicação Social do TRE-SC

Últimas notícias postadas

Recentes