#BoraVotar: Chapecó e São Miguel do Oeste sediam eventos da campanha

Muitos estudantes aproveitaram para garantir o título eleitoral

Estudantes concentrados em frente a uma escola de Chapecó na ação da campanha Meu primeiro títul...

Duas escolas, duas cidades e centenas de estudantes reunidos por um objetivo em comum: participar da campanha Meu primeiro título #BoraVotar, desenvolvida pela Justiça Eleitoral catarinense. Muitos aproveitaram a ocasião para fazer o título de eleitor de forma rápida, fácil e gratuita pela internet, durante a ação realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC) em Chapecó e em São Miguel do Oeste, nestas terça (19) e quarta-feira (20), respectivamente.

Dos 900 alunos da Escola de Educação Básica Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó, 617 têm 16 e 17 anos. Já na Escola de Educação Básica São Miguel, em São Miguel do Oeste, dos 800 alunos, aproximadamente 350 estão nessa faixa etária. “Sejam vocês as sementes de início de plantação e tragam os seus colegas mais próximos para também exercerem esse direito”, disse aos estudantes o presidente do TRE-SC, desembargador Fernando Carioni.

Ambas cidades possuem baixa adesão de jovens ao processo eleitoral, conforme ressaltou o diretor da Escola Judiciária Eleitoral (Ejesc), juiz Rodrigo Fernandes. Dos mais de 152 mil eleitores de Chapecó, apenas 515 são menores de 18 anos. E em São Miguel do Oeste, dos mais de 31 mil eleitores, somente 84 possuem 16 e 17 anos.

“Esse discurso de que não gosto de política, não tem mais lugar no mundo atual. Vocês têm que se engajar na política e participar. Não adianta reclamarmos dos nossos governadores, prefeitos e do presidente se não estamos fazendo nada para mudar isso”, alertou o juiz do TRE-SC, Marcelo Pons Meirelles.

Através do alistamento eleitoral, os jovens poderão reivindicar mais políticas públicas voltadas paras as áreas de esporte, lazer e cultura, é o que aponta o juiz Jeferson Osvaldo Vieira, da 94ª Zona Eleitoral (ZE) do estado. “Se há uma proporção muito baixa de jovens eleitores, logicamente que a prioridade dos candidatos será outras faixas etárias”, destacou.

Para o representante do Ministério Público, o voto desperta o interesse dos jovens pela informação, promovendo a ação coletiva capaz de fazer a significativa diferença.  “Esse empoderamento, que é de cada um, faz uma diferença grande na vida da gente e na vida do país”, disse o procurador regional eleitoral, André Stefani Bertuol.

Tradutora em libras e estudante surdo durante evento da campanha Meu primeiro título #BoraVotar

Bons exemplos

Em meio aos estudantes que realizaram o cadastro eleitoral durante a ação promovida pelo TRE-SC, esteve a aluna Sara Perguercanci, de 17 anos. Ela reconhece o voto como uma importante conquista da sociedade. “Eu posso escolher o meu representante por meio da democracia, eu posso escolher o meu futuro, por isso é importante votar”, afirmou.

Quem também está ciente do seu papel de cidadão e espera convidar os amigos a fazerem o mesmo é o aluno Diego Dalzutti, de 17 anos. “Explicar para eles quais são os benefícios de fazer o título e ter a consciência que tu podes, no caso, ter a atitude de mudar o teu estado e o teu país”, disse.

Outro bom exemplo veio de quem já faz parte da política diariamente. O vereador de Chapecó Wilson Cidrão, de apenas 21 anos, contou que fez questão de tirar o título logo que completou 16 anos. “Não foi por imposição, nem porque ninguém me pediu, não era filiado a nenhum partido naquele momento. Foi por ter despertado em mim uma consciência e a necessidade de nós estarmos nos lugares onde desejamos fazer mudança”, observou.

O vice-prefeito de São Miguel do Oeste, Vardelidio Edenilson Zanardi, relatou aos estudantes a boa sensação em poder chegar na urna, no dia da eleição, e decidir quem é o melhor governante para o município, estado e para o país. “Por afinidade, por acreditar em determinado candidato, vocês vão poder escolher e dizer fiz o meu papel de cidadão”, constatou.

Autoridades presentes

No evento realizado em Chapecó, também estiveram presentes o juiz eleitoral André Milani (35ª ZE); os chefes de cartório Jean de Oliveira e Cristiane Casagrande; a coordenadora regional de Educação, Mareni de Fátima Rosa; a diretora escolar, Francielle Cristina Ramos; o representante da prefeitura municipal, Renan Bolson; e o presidente em exercício da OAB local, Agnaldo Lavall.

E em São Miguel do Oeste, compareceram os juízes eleitorais Daniel Victor Gonçalves Emendorfer (45ª ZE) e Márcio Luiz Cristófoli (82ª ZE); o promotor Felipe Brüggemann (45ª ZE); os chefes de cartório Alex das Graças Gonçalves e Deana Mara Tuon Fanton; a coordenadora regional de Educação, Eliane Costa Galeazzi; a secretária municipal de Educação, Sisse Abdala Velozo; o vereador Elói Bortolotti e o presidente em exercício da OAB local, Jairo Antonio Kohl.

Desde que a campanha foi lançada no dia 13 de setembro, as ações da Justiça Eleitoral já foram realizadas em mais três cidades do estado: Florianópolis, Joinville e Blumenau.

Acesse a página “Meu primeiro título #BoraVotar”.

Confira as fotos da ação da campanha em Chapecó e em São Miguel do Oeste disponíveis no Flickr do Tribunal. 

Por Jean Peverari/Manoela Pinheiro

Assessoria de Comunicação Social do TRE-SC

Leia mais:

14.10.2021 - #BoraVotar: estudantes de Blumenau participam da ação da campanha do TRE-SC

30.09.2021 - #BoraVotar: ação da campanha do TRE-SC é realizada em escola de Joinville

22.09.2021 - #BoraVotar: Quem tem entre 16 e 17 anos pode votar nas próximas eleições

16.09.2021-#BoraVotar: IEE de Florianópolis recebe primeira ação da campanha do TRE-SC

15.09.2021 - #BoraVotar: jovens fazem título após lançamento da campanha do TRE-SC

13.09.2021 - TRE-SC lança a campanha Meu primeiro título #BoraVotar

Últimas notícias postadas

Recentes